quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Pesadelo

Pai, essa semana eu tive um sonho horrível. Um pesadelo, na verdade. Na ilusão, me via escrevendo pra ti, como faço agora, contando que agora a mãe estava indo ao teu encontro. E chorava pai. Pelas duas perdas. Era um rio de lágrimas e dor como acontece na vida real com as pessoas da região serrana do Rio de Janeiro.

Ah, tu deve saber. Afinal, aí do céu tu deve saber tudo com antecedência. Os fluminenses sofrem com uma catástrofe climática desde o início do ano. Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo foram devastadas pelo desmoronamento de áreas devido a chuva intensa e interminável.

José, fala com o grande pai aí e pede para ele manerar, por favor... Tanto com a seca na região da campanha aqui do Rio Grande do Sul, quanto com as chuvas lá do Sudeste. Por que com a mãe, eu sei, tu estás de olho. Zelando. No final, foi só um sonho mau.