quinta-feira, 21 de julho de 2011

Sonhos serelepes

É assim que eu te vejo, pai. Sempre faceiro, correndo - pois nos meus sonhos tu estás com tuas pernas -; atencioso, brincalhão e com a gente. Ao nosso lado. Feliz! Daí eu acordo feliz também.