segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Sou tátil

Estou triste. Não vou mais enganar ninguém. Nem a mim mesma. Nessa segunda pela manhã pensava em comprar um presente para meu irmão. Pelo Dia dos Pais... Daí lembrei que não tenho mais pai para abraçar no segundo domingo do mês de agosto. E que nunca mais terei.

Eu sou tátil. Preciso do palpável. Meu signo é de virgem, que nem São Tomé. E como ele, preciso ver para crer. E que vejo é uma poltrona vazia. Apenas isso.